O que é LSD

O LSD (dietilamida do ácido lisérgico), conhecido também como “doce” ou “ácido”, é uma substância sintética pertencente ao grupo dos alucinógenos, isto é, uma droga produzida em laboratório capaz de alterar as percepções, os pensamentos e os sentimentos de quem a utiliza. Ao consumir essa substância, a pessoa pode sentir, ouvir e ver coisas mesmo sem um estímulo tátil, auditivo e visual.

Os efeitos do LSD foram descobertos pelo químico suíço Albert Hofmann em 1943, cinco anos após ter criado a droga por meio da síntese do ácido lisérgico — substância presente em um fungo que ataca o centeio e outros grãos — enquanto realizava pesquisas para desenvolver um remédio para enxaqueca. Ao aspirar acidentalmente uma pequena quantidade da substância, cuja fabricação estava arquivada no laboratório em que trabalhava, Hofmann começou a ter alucinações e delírios.

A partir daí, o LSD despertou interesse científico e foi enviado para centros de pesquisa, médicos e psiquiatras de todo o mundo para ser testado em diferentes aplicações e tratamentos. Porém, para além do uso medicinal, a partir dos anos 1960 a substância passou a ser amplamente consumida como droga recreativa pelos adeptos do movimento hippie.

Devido ao uso indiscriminado, às experiências negativas relatadas por alguns usuários e aos casos de vício em drogas, a produção, o comércio e o consumo do LSD foram proibidos na maioria dos países, inclusive no território brasileiro. Apesar de ter sumido por um tempo, a droga voltou a se popularizar nos últimos anos, como uma das Club Drugs, principalmente entre jovens e adolescentes, que costumam consumi-la em bares, boates, shows e festas.

De acordo com o II Levantamento Nacional de Álcool e Drogas, realizado pela Unidade de Pesquisa de Álcool e Drogas/Unifesp (UNIAD) em 2012, 1,4% dos adolescentes brasileiros já usaram alucinógenos alguma vez na vida; essa proporção cai para 0,9% entre os adultos. Nessa pesquisa, foram entrevistadas pessoas com idade igual ou superior a 14 anos, sendo consideradas adultas as com mais de 18 anos. O estudo destaca que a população de rua não entrou na amostra.

Uma pesquisa realizada em 2010 pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas/Unifesp (CEBRID) com 50.890 estudantes de ensino fundamental e médio das redes pública e privada nas 27 capitais brasileiras aponta que 1% dos adolescentes entrevistados usaram LSD ao menos uma vez na vida.

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638

CNPJ: 15.063.424/0001-72
Endereço: 11ª av n 1409 qd 41 a Setor leste universitário Goiânia
Grupo marketing de negócios