Consumo consciente

Adotar o minimalismo, investir em brechós e adquirir peças-chave para o guarda-roupa são algumas das estratégias para um consumo consciente

Nos últimos anos, muito tem se falado de moda sustentável. Se antes a indústria era associada apenas ao glamour e aos desfiles de alto padrão, agora existem fortes preocupações sociais por trás da fabricação de cada peça. Afinal: até onde o consumo impensado de roupas pode levar a sociedade? 

Essa é uma pergunta com várias respostas. O uso excessivo de recursos, a produção em larga escala de lixo e até mesmo a exploração do trabalho se apresentam como um reflexo do consumismo desenfreado da indústria. 

Para reverter esse cenário, o uso de roupas sustentáveis apresenta-se como uma opção unida a outras práticas que veremos hoje. Para saber mais sobre o consumo consciente na indústria da moda, continue neste artigo!

Moda sustentável: por onde começar?

Essa é uma questão que aparece com frequência, afinal, por onde começar? No momento em que as pessoas se deparam com a moda sustentável, a maioria já possui um guarda-roupa cheio e hábitos de consumo consolidados. Entretanto, nunca é tarde para começar. 

Colocando algumas dicas em prática nas compras futuras, é possível transformar o guarda-roupa e aderir a uma vida mais sustentável.

Dicas para um consumo consciente

Para quem não sabe por onde iniciar o consumo consciente, é possível colocar em prática dicas básicas na hora de comprar e se desfazer das peças. 

Use e abuse dos brechós

Essa dica vale para quem deseja fazer novas compras de forma consciente e também para quem deseja se desfazer das peças em excesso no guarda-roupa. Os brechós permitem que as roupas circulem sem que sejam descartadas de forma inadequada quando ainda estão próprias para uso. 

Se você deseja se desfazer de peças, a dica é vender nos brechós ou doar para entidades que fazem o uso beneficente dessas peças, seja através da doação direta, seja através da exposição em bazares.

Agora, se você deseja comprar, a dica é investir em peças-chave e se desprender dos preconceitos associados ao uso de roupas de brechó. Atualmente, existem no mercado brechós de todos os estilos, formatos e preços.

Sempre organize o guarda-roupa 

Manter o armário organizado ajuda a ter uma visão geral das peças, assim, é possível fazer um melhor proveito, usando todos os itens do guarda-roupa. A dica depois de organizar é separar as peças que não são usadas e colocar em prática a dica 1: a venda em brechós.

Siga as instruções de uso 

Com o guarda-roupa organizado apenas com as peças necessárias em uso, podemos passar para a próxima dica! Parece simples indicar que o indivíduo siga as instruções de uso, mas essa prática não é tão comum, sabia? 

Lavar as roupas em excesso, passar de forma inadequada e submeter o tecido a situações não recomendadas pode danificar a peça a curto, médio e longo prazo. Por isso, é importante ficar atento à etiqueta e seguir as recomendações do fabricante à risca.

Saiba de onde vem as roupas 

Chegou a hora de comprar novas peças? Pesquise de onde vem a sua roupa e dê preferência às empresas que se adéquam aos princípios do consumo sustentável. De nada adianta colocar todas as dicas em prática, reduzir o consumo e continuar consumindo de empresas que não possuem como objetivo a preservação da natureza.

Aposte em peças-chave

Nossa última dica é bem simples: na hora de comprar novos itens, aposte em peças-chave. Esse tipo de roupa que combina com tudo é ótima para explorar o guarda-roupa e evitar a compra excessiva de novas peças.

Além de ajudar a natureza, essa dica te ajuda a explorar a criatividade e a colocar a moda em prática.

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638

CNPJ: 15.063.424/0001-72
Endereço: 11ª av n 1409 qd 41 a Setor leste universitário Goiânia
Grupo marketing de negócios