Feedback

Obter retorno por algo que foi feito e por meio dele saber os pontos fortes e fracos é algo importante em qualquer área, desde atividades escolares até o funcionamento de uma empresa no mercado, tornando assim o feedback algo essencial.

Servindo como uma forma de incentivo, o feedback tem uma origem da palavra em inglês que significa a resposta para uma ação em forma de avaliação positiva ou negativa, mostrando os pontos que foram recebidos e como foram interpretados.

Por exemplo, um indivíduo realizou um procedimento estético de harmonização facial maxilar e como avaliação dos serviços da clínica bem como a operação, pode deixar uma mensagem no próprio negócio ou nas redes sociais.

O feedback é uma forma de mostrar a uma pessoa, ou a uma empresa, as formas que podem ser feitas para que haja melhoras em um serviço ou um produto com ações que a própria pode não ter percebido anteriormente. 

Esse ato de resposta pode contribuir com que a melhoria possa ser feita e atender os objetivos das quais a empresa ou pessoa deseja. 

Quais são os tipos de feedback que existem?

Para cada tipo de ação, um retorno pode ser o mais aconselhado para determinada situação que pode variar do objetivo dos quais uma empresa de limpeza de vidros ou até mesmo, um indivíduo, deseja. 

Feedback positivo

O retorno com fator positivo é para que a ação que o indivíduo ou que a empresa teve deve ser repetida, reforçando que as estratégias feitas foram benéficas e que o resultado foi alcançado.

Esse modelo de retorno deve-se ter uma maior atenção visto que, mesmo sendo elogios a principal base deste feedback, eles devem ser feitos com palavras que enfatizem a importância que teve e a necessidade de repetição.

Por exemplo, uma lavanderia de vestido de noiva, ao receber um sobre o cuidado que teve com as peças do vestuário, deve usar aquilo como base para repetir com os demais clientes para gerar boas recomendações para o negócio. 

Feedback construtivo

Este modelo pode ser um dos mais importantes por se tratar de uma versão completa, apontando tanto os erros ou acertos que o processo teve.

Tanto para pessoa individual como grupos de uma empresa, o feedback construtivo pode abordar temas como:

  • Produtividade;
  • Comunicação;
  • Desempenho de metas;
  • Competências técnicas;
  • Comportamento.

Esse modelo de feedback também pode focar em um impacto negativo que deve ser mudado em relação ao contexto, como uma avaliação psicológica onde o paciente deve pegar as partes negativas do diagnóstico e tentar mudá-la de algum modo. 

O principal ponto é sempre mostrar partes que podem ser melhoradas e destacar as que já são, incentivando a continuar daquela maneira positiva para haver algum progresso.

Este modelo de feedback também é conhecido muitas vezes como corretivo, devendo ser feito no modo privado para que haja uma orientação ainda mais específica sobre as responsabilidades ou outros pontos que devem ser abordados. 

Feedback negativo

Sendo um desafio e uma das preocupações em torno de quem o espera, o feedback negativo é o modelo de retorno que seu principal ponto é as necessidades de mudança quase imediata.

Isso pode fazer tanto a empresa como o indivíduo que o recebeu se sinta desmotivado, o que não é a intenção deste modelo de feedback, e sim, ser como o construtivo que pode ser visto como uma forma de melhoria e não de desistência.

O feedback negativo não deve ser constituído somente de pontos negativos, devem também ser mostradas as melhorias e a abordagem não pode ser agressiva de modo que inferiorize a empresa ou o indivíduo que o receber.

Feedback 360º e 90º

Estes dois modelos podem ser bem aproveitados. O feedback 360° é o que constitui um feedback que vem de mais de uma pessoa de forma simultânea, como em um local de trabalho onde superiores e colegas de trabalho avaliam o desempenho do indivíduo.

O formato 360°, no entanto, é feito de um modo anônimo para que não cause constrangimentos e que possa ser feito de diferentes perspectivas, ou seja, uma clínica de micropigmentação labial não compartilhará quem falou o que sobre o profissional.

Já o feedback 90° é quando os superiores de uma empresa avaliam o trabalho dos funcionários, sendo um dos clássicos modelos quando se trata de empresa e performances das dinâmicas dos trabalhadores.  

Autofeedback

Este modelo requer uma avaliação própria onde o indivíduo ou a empresa devem destacar seus pontos, reconhecendo em meio a questionários ou outras formas que possam ajudar na construção de melhorias por uma visão própria.

Como uma empresa de lavagem de tapetes persas poderem fazer uma autoavaliação dos seus serviços em relação a limpeza, o funcionamento dos equipamentos, como estão atendendo os consumidores, e com isso, buscarem meios para mudarem e melhorarem.

Quais as diferenças entre feedback e feedforward?

Sendo duas formas da gestão transpassar suas opiniões e avaliações sobre uma ação, o feedback e o feedforward possuem distinções que são levadas em conta quando se trata de avaliações.

O feedback tem como foco principal avaliar as ações que estão acontecendo em determinado momento ou então, que já aconteceram, sendo sua base o passado e o futuro. 

Já o feedforward é focado no futuro com ações que superem as metas e atinjam os objetivos no futuro, pensando sempre em conquistar as respostas positivas ainda de antemão.

A diferença entre ambos está justamente nos tempos dos quais suas abordagens são feitas, sendo que como o feedback avalia o que já passou, o feedforward é algo que pode soar mais com um fator positivo por conta das expectativas que se é criada.

Por exemplo, uma pessoa que está pensando em abrir um negócio de pintura predial em Campinas, pode utilizar o feedforward como uma forma de pensar a longo prazo nos desafios e nos benefícios que o empreendimento pode trazer.

Contudo, a utilidade deles devem ser escolhidas no momento certo, sendo que o feedback deve ser feito de uma maneira periódica em uma empresa para que o funcionário possa saber como está sendo o seu desenvolvimento.

E o feedforward deve ser feito como uma forma de engajamento em alguns momentos, podendo ser no final de cada objetivo ou então, quando está se iniciando as metas que podem ser a longo ou curto prazo. 

Ambos os formatos de avaliação têm a opção de serem feitos de modo individual ou então, em grupo.  

O que não se deve fazer ao passar um feedback?

Ao se passar um feedback sobre o serviço de sanca de gesso invertida, por exemplo, algumas coisas não devem ser feitas pela pessoa que irá passar a mensagem. 

O primeiro deles é que o retorno não deve ser falado em nome de outra pessoa, caso não tenha sido o locutor que o fez e também, deve ser feito com tempo para que se houver necessidade de uma conversa, possa ser bem aproveitada. 

Outro detalhe importante é que o feedback não deve ser menosprezado e terem piadas ou algo que possa inferiorizar quem o está recebendo, já que se trata de algo sério que deve ser uma forma para o indivíduo entender seus acertos e melhorar seus erros.  

Sendo algo importante para as empresas e os indivíduos, o retorno deve sempre ser levado como uma parte importante quando se está no meio do processo, portanto não deve ser ignorado ou deixado de lado quando se recebe.

O ato de ignorar faz com que não se saiba onde se errou e acertou, trazendo prejuízos e problemas futuros que atrapalham processos posteriores e os rendimentos que a empresa terá, bem como a evolução profissional.

Considerações finais 

Sendo assim, o feedback é uma forma para que, tanto uma empresa quanto um indivíduo, tenha um retorno sobre o feito de suas ações e através deste retorno, possa melhorar pontos que não foram notados ou então, mantê-los.

Juntando as palavras feed (alimentar) e back (volta ou retorno), esta devolutiva pode ser feita por uma pessoa ou então, por um grupo de forma anônima como ocorre na maioria dos casos.

Sendo importantes principalmente para as empresas por conta de vendas de produtos ou serviços e suas relações com os consumidores, o feedback é uma ação que pode auxiliar aqueles que precisam saber o que está dando certo e o que está dando errado.

Porque a partir disso, acaba-se criando uma melhora nas ações já executadas e assim, uma forma para que as atividades possam sempre serem feitas da melhor forma que beneficie a todos. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638

CNPJ: 15.063.424/0001-72
Endereço: 11ª av n 1409 qd 41 a Setor leste universitário Goiânia
Grupo marketing de negócios