Leia este artigo até o final e você aprenderá O que é proibido em uma guerra entre paises, lendo até o final você aprenderá tudo sobre.

Há muitos boicotes. Desde a origem das Convenções de Genebra em 1949, a área local mundial formalizou a forma como coisas específicas são rejeitadas em um conflito.

Em 1998, foi feito o Estatuto de Roma, que entrou em vigor em 2002 e estabeleceu o Tribunal Penal Internacional, que julga atrocidades.

Atualmente, 123 nações são signatárias do Estatuto, incluindo o Brasil. Esse grande número de fundações garante um tratamento compassivo em casos de contenção.

“Os assuntos centrais das Convenções de Genebra dizem respeito principalmente a três coisas: a terapia dos detidos, a terapia dos mortos e feridos e o tratamento das pessoas comuns”

Diz Maurizio Giuliano, superintendente do Centro de Informação das Nações Unidas (ONU).

Armas Proibidas

Não é permitido utilizar armas biológicas, atômicas ou sintéticas, ou armas equipadas para causar ferimentos insensíveis. “Bombas de barril são negadas, por exemplo, porque causam miséria inútil e desequilibrada e podem influenciar os dois soldados e cidadãos comuns”, diz Maurizio Giuliano.

Armas combustíveis, armas com seções imperceptíveis e projéteis que efetivamente se estendem ou suavizam dentro do corpo também são ilegais.

TRATAMENTO DE CIVIL

A segurança da população normal é fundamentalmente importante. Fazer ofensas contra ela em qualquer contexto é rejeitado. Não vale a pena ir atrás de estabelecimentos estritos, pontos de referência verificáveis, clínicas médicas ou outros locais com exterminados e feridos.

Da mesma forma, não é permitido perseguir pessoas e unidades que participam de missões de manutenção da paz ou de ajuda filantrópica. Além do mais, menores de 15 anos não podem lutar em nenhuma capacidade.

TRATAMENTO DE PRESOS

Tampouco poderiam ser mortos, mutilados, atormentados (real ou mentalmente) ou mesmo serem objetos de investigações clínicas e exames lógicos.

Além disso, é tabu matar ou prejudicar combatentes que desistiram ou não estão em condições de se proteger.

Meu Deus, e qualquer parte envolvida na disputa é responsável pelos feridos e debilitados, e isso significa que eles não podem ser deixados para morrer, independentemente de serem adversários.

Aniquilação de bens

O Estatuto de Roma também dá como delito a obliteração de bens de enorme alcance, quando não defendida por necessidade militar ou concluída de forma ilegal e inconsistente. Ou seja, você não pode reivindicar ou descartar qualquer propriedade privada inimiga em uma ocupação tática, exceto se for decisivamente fundamental.

“Independentemente de uma cidade estar vazia, é uma atrocidade obliterá-la ou tomá-la”, diz Maurizio Giuliano. Atos que influenciam o clima, por exemplo, o consumo de campos de petróleo, também são restringidos.

Saques

O Tribunal Penal Internacional, o órgão que julga as atrocidades, também rejeita a pilhagem de uma cidade ou local.

De qualquer forma, quando surpreendido, um local não pode ser saqueado por soldados.

O saque, como também é chamado o roubo imprevisível da propriedade alheia, é impedido durante ou após um conflito (como característica de um triunfo político ou militar, por exemplo).

Crime sexual

Qualquer demonstração de agressão, subjugação sexual, prostituição constrangida ou gravidez constrangida é ilícita.

As resoluções, na verdade, não permitem limpeza persuasiva, agressão em massa ordenada e algum outro tipo de brutalidade sexual.

O que é proibido em uma guerra entre países 4

Tomada de prisioneis

Nenhum indivíduo pode ser sequestrado.

Usando a presença de pessoas comuns ou outras pessoas protegidas para manter focos específicos dele também não é permitido ser designado por tarefas.

Qualquer procedimento que negue a um pessoal não militar os fundamentos de resistência, como tratamento de emergência ou alimentação, é ilegal.

Todos sabemos que dentro de uma guerra, ninguém usa uma pistola 9mm g2c, pois esse tipo de arma é muito fácil de ser abatido. Entretanto nas guerras, é quase que obrigatório utilizar de armas pesadas ou de grande porte. 

Assalto a pessoas ligadas a convenção de genebra

A coordenação proposital de ataques a estruturas clínicas, materiais, unidades e veículos, bem como perseguir a força de trabalho usando os trajes da Convenção de Genebra, conforme a regulamentação mundial, também não é permitido.

Para você que é amante das armas de fogo, uma ótima opção para quem gosta de carabinas de precisão, é comprar uma winchester 22, que tem dominado o mercado a séculos.

Use inadequadamente uma bandeira verdadeira

Desorientar o inimigo com uma bandeira de trégua é ilegal. Nem você seria capaz de utilizar o uniforme, bandeira ou distintivo militar da outra força armada, ou os símbolos particulares da Convenção de Genebra, para professar ser um companheiro (ou imparcial) e atacar em armadilha.

CONSULTORIA:

Maurizio Giuliano, superintendente do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (Unic Rio).

FONTES: Ministério Público Federal, Centro de Comunicação Social do Exército Brasileiro.

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638

CNPJ: 15.063.424/0001-72
Endereço: 11ª av n 1409 qd 41 a Setor leste universitário Goiânia
Grupo marketing de negócios