purificadores

A água que bebemos deve estar em condições saudáveis para ser ingerida e com isso, surgem os purificadores de água.

Que podem servir não apenas para consumo direto no cotidiano, mas também indireto por meio do cozimento da comida ou na preparação das bebidas.

O ato de beber água é um instinto natural do corpo, afinal mais da metade dele e da maioria dos seres vivos dependem do líquido para viverem.

Porém, nem sempre houveram aparelhos que pudessem transformar o processo de purificação da água em algo simples e rápido como na atualidade.

O princípio da purificação da água

Alguns registros com pouco mais de dois mil anos de idade relatam alguns indícios de práticas antigas de purificação do líquido, já que algumas fontes não eram propriamente potáveis para consumos ou por causa de aquedutos se tornavam poluídas pelo caminho.

Os aquedutos foram projetos arquitetônicos bastante populares que conduziam a água até alguns pontos próximos das cidades devido às suas leves inclinações. 

Por volta do século VI A.C, o fundador da medicina tradicional Indiana chamado Sushruta escreveu documentos que mostravam alguns métodos rudimentares sobre purificação, dentre eles passando a água por ebulição ou através de areia com cascalho grosso.

Hipócrates, considerado o pai da medicina, durante um período na Grécia realizou experiências na purificação da água para ajudá-la no tratamento de doentes com um saco de tecido por onde passaria o líquido após ser fervida.

Ao longo dos anos, alguns cientistas e estudiosos perceberam que a qualidade da água poderia afetar a saúde de uma pessoa, o que tornou a prática da purificação ainda mais comum.

A invenção do microscópio no final do século XIV permitiu que fossem vistos os microorganismos dentro do líquido, registrados posteriormente como os causadores de várias doenças.

E essa descoberta permitiu que houvesse sistemas de tratamento de água ainda mais intensificados.

Embora ainda houvesse episódios de doenças que se proliferaram por meio do uso de água contaminada de poços que, mesmo tendo barreiras com materiais similares ao bloco baiano, ainda ficavam perto de onde animais faziam seus dejetos.

O que contribuiu para o surgimento e proliferação de epidemias e doenças como a peste negra, cólera, lepra e tifo.

Somente a alguns anos atrás que o sistema de saneamento básico começou a ser implantado com maior rigor nos países e medidas sanitárias foram levadas ainda mais a sério.

Benefícios de se ter purificador 

Por mais que o líquido que sai das torneiras tenha passado por um tratamento nas estações de água, existem alguns resíduos que possam ter ficado ou tenham sido postos em alguma porcentagem maior que o recomendado.

Da mesma maneira que a água pode sair com alguma sujeira vindas de encanamentos ou má limpeza de caixas d’água, o que torna vantajosos possuir um purificador de água, pois eles serão responsáveis por:

  • Eliminar e deixar baixo nível de bactérias;
  • Reduzir o cloro;
  • Uma água mais saudável;
  • Praticidade e baixo custo de consumir uma boa água.

Mesmo que não seja perceptível, o consumo da água vinda das estações que chega até as residências ou comércios podem causar algum efeito no corpo se forem consumidas em grande quantidade.

Se torna até mais atrativo e aconselhável do que quando se fizer uma reforma de lojas comerciais, tenha a instalação de purificadores de água disponíveis não só para os clientes como também para os funcionários. 

Pois, isso mostrará que há uma importância com a saúde, podendo ser inclusive uma forma de captação e fidelização de clientes.

Por isso, é aconselhado quando se vai preparar um prato, por exemplo, mesmo que esteja acompanhado de frutas secas para dieta, e não se tenha um aparelho de filtragem, o ideal é que seja feita a fervura da água ou utilizado água mineral.

As diferenças entre purificador de água e filtros

Inicialmente pode parecer a mesma coisa, porém, quando se é analisado há diferenças entre purificadores e os filtros que podem afetar a qualidade da água.

Os purificadores podem ser mais práticos se estiverem interligados aos encanamentos que abastecem a casa, podendo ser instalados até mesmo com uma simples broca de ferro para furadeira que o deixará fixo na parede.

E por possuir níveis diferentes de purificação junto a tecnologia, a eliminação de bactérias é feita com maior precisão.

Já os filtros, por outro lado, tanto de barro quanto os de plástico contém apenas uma vela central para segurar as impurezas. 

Inicialmente o filtro de barro, quando se está novo, possui uma alta filtragem pois a água passa mais lentamente pelo refil interno, detendo assim as impurezas juntamente com as laterais internas de prata coloidal, que ajuda na eliminação das bactérias.

Mas, quanto mais se é utilizado mais ele vai perdendo as suas capacidades, a começar pela parede de prata que acumula microorganismos vivos atrapalhando assim a sua função, e esses microorganismos acabam gerando o acúmulo de sujeira.  

Exigindo uma limpeza e manutenção mais detalhada nesse aspecto, que inclui a troca da vela, da mesma maneira que se é feita a manutenção de fogão.

Contudo, alguns pontos de sujeira são mais difíceis de serem limpos como as frestas de encaixe da parte superior e inferior, deixando a água exposta.

Por ter passado pela filtragem, os microorganismos podem se proliferar tanto nessa parte quanto no volume morto do filtro por estar abaixo do nível da saída da torneira, ideal para o aparecimento de bactérias.

O consumo do volume morto pode contaminar e alterar receitas, mesmo sendo uma massa folhada pronta.

Opções de purificadores de água

Prevendo a necessidade e pensando no modelo ideal para cada família ou ambiente que o filtro será instalado, várias empresas desenvolveram técnicas, designers e tecnologias únicas que se adaptam ao desejo do consumidor, sendo alguns modelos:

  1. Básico e compacto;
  2. Para escritórios;
  3. Para família;
  4. Tripla filtragem.

O modelo básico e compacto, na maioria das vezes, oferece sete estágios para realizar a filtragem sem precisar de energia elétrica, dando opções de ser colocado em alguma superfície ou pendurado na parede.

A água sai em temperatura ambiente por não estar ligado na energia e filtra na hora que é ligado.

Os modelos mais robustos são ideais para ambientes profissionais como escritórios, pois eles possuem altas rotatividades para dar conta de um local com várias pessoas.

Oferecendo água em três diferentes temperaturas por conta da placa eletrônica, os sistemas para esses purificadores podem ser automáticos e touch screen, sem a necessidade de ficar apertando vários botões e com indicações de troca de refil.

Filtros com aspectos mais familiares são considerados fáceis de serem instalados e de realizarem a troca de refil, possuindo também uma proteção antibacteriana e redução de cloro ou outros resíduos, apesar de não oferecer água gelada.

Pensado para cozinhas menores, porém, sem perder a sua funcionalidade, um purificador de ar com tripla filtragem pode ser bem aproveitado em todos os ambientes, principalmente porque algumas marcas propõem um design de torneira articulável.

Oferecendo água natural, por não estar ligado à energia elétrica, algumas marcas têm a facilidade de desmontagem para limpeza.

A importância de se hidratar

Manter o corpo hidratado é um assunto que deve ser sempre lembrado, pois sem a água é impossível que o ser humano sobreviva por mais de cinco dias, ao contrário da comida que possui um tempo ainda maior.

Além de hidratado, beber água melhora o desempenho de atividades cerebrais, intestinais e musculares, refletindo também na parte externa do corpo como a aparência e a textura da pele.

Um órgão que pode ser prejudicado se não houver a hidratação são os rins, os responsáveis por filtrar o sangue. Ao ter um organismo hidratado, é mais fácil ocorrer a saída de toxinas e resíduos.

Caso contrário, podem se acumular e se transformar em cálculos renais, popularmente conhecidos como pedras no rim.

Quando se realiza atividades físicas, ter uma boa hidratação se torna ainda mais importante porque o suor e as calorias queimadas fazem com que o organismo produza suor, o que acaba gerando uma perda e para isso, é preciso ocorrer uma reposição.

Considerações finais 

Portanto, o ato de purificar a água passou por longas transformações ao longo dos anos, variando de região para região entre os continentes, desde as descobertas na Grécia até o modo feito na Índia para chegarmos ao que se é conhecido hoje.

Assim como um aspirador de pó residencial tem a função de retirar quaisquer resíduos de sujeira por ele passar deixando o ambiente limpo, os filtros dentro de um purificador devem deixar a água em qualidades para se beber.

Pois, com isso tem a prevenção de doenças e a garantia de uma vida mais saudável.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638