O Brasil é um país que vive a perversidade todos os dias, e isso não é uma realidade apenas nas comunidades metropolitanas. As irregularidades em aberto têm preenchido bastante ultimamente.

A partir daí, começaram a surgir questionamentos em relação a um lado dos proprietários provinciais de porte de arma, pois as propriedades rústicas normalmente são confinadas, onde não há poder de polícia obrigatório.

Lei sobre agricultor andar com armas legalizadas

Como garantido em disputa política, o presidente da República, Jair Bolsonaro, endossou a norma que caracteriza toda a expansão da propriedade rural como casa ou lar, que permite ao proprietário ou chefe de uma herdade transportar uma arma por todo o território da região da propriedade.

Para você que é amante das armas de fogo, uma ótima opção para quem gosta de carabinas de precisão, é comprar uma winchester 22, que tem dominado o mercado a séculos.

A Portaria 13.870, de 2019, já foi distribuída no Diário Oficial da União, sem bolas pretas.

Já, a posse era permitida apenas dentro da casa, ou no comando central, o que restringiria a autopreservação e a propriedade.

A partir do Projeto de Lei 3.715/2019, o regulamento altera o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826, de 2016), que aprovou a posse de armas dentro das residências e no ambiente de trabalho, mas não determina o que está acontecendo com as propriedades rústicas.

Quem está qualificado para portar este tipo de arma ?

Existem alguns pré-requisitos que devem ser atendidos para obter uma arma.

O fabricante, explicitamente, deve ser inscrito no cadastro estadual de fabricante provincial, que a partir de agora aborda o requisito viável para o tamanho.

Além disso, a lei impõe algumas necessidades diferentes, como, por exemplo, ter mais de 25 anos, apresentar relatórios individuais, demonstrar a falta de um exame ou interação criminal, ter aptidão especializada para transportar uma arma, demonstrar ocupação legal em casa, entre outros.

Por exemplo:

Caso um produtor rural queira comprar uma carabina puma no site armasbrazil.com o mesmo poderá  abrir um processo para a compra da arma para obter de forma legalizada. 

Como funciona para tirar o porte

Após uma cuidadosa investigação da lei para verificar se o morador atende a todas as necessidades, é importante finalizar um requerimento do Ministério da Segurança e Justiça Pública e enviá-lo, juntamente com alguns relatórios diferentes, a uma unidade da Polícia Federal .

Um método autoritário será então, nesse ponto, iniciado.

Supondo que o ciclo seja permitido, o morador deverá pagar uma guia de sortimento, que hoje está em torno de 1.500 reais.

Se ocorrer a ocorrência de demissão, você pode solicitar no prazo de dez dias.

Por se tratar de uma estratégia que exige informações explícitas sobre a lei, além de checagem processual e potencial de sedução, sugerimos que os interessados ​​em garantir a postagem procurem intermediários ou consultores jurídicos específicos.

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638

CNPJ: 15.063.424/0001-72
Endereço: 11ª av n 1409 qd 41 a Setor leste universitário Goiânia
Grupo marketing de negócios