tecnologia

A tecnologia faz parte do dia a dia de grande parte das pessoas, tornando difícil imaginar a vida sem ela. Os recursos tecnológicos estão presentes no trabalho, nos estudos em casa e pessoas de todas as idades aproveitam as facilidades trazidas por eles.

A própria medicina faz uso da tecnologia para aprimorar seus serviços e cuidar melhor dos pacientes, seja para diagnosticar doenças ou para preveni-las e tratá-las.

As pessoas idosas também podem usufruir dessa facilidade, pois embora tenham um pouco mais de dificuldade para lidar com a tecnologia, conseguem aprender e facilitar várias tarefas do cotidiano.

Futuramente, os idosos estarão muito mais adaptados aos recursos tecnológicos, uma vez que crianças, jovens e adultos do presente já estão inseridos neste universo.

Essas facilidades são adequadas às necessidades de cada perfil de usuário, por essa razão, existem versões apropriadas para as pessoas da terceira idade, ajudando em seu cuidado e em muitas outras frentes.

Conhecer as facilidades da tecnologia para esse público é muito importante para seu bem-estar e qualidade de vida, e é justamente sobre isso que vamos abordar aqui.

Você vai entender a importância da tecnologia para os idosos e encontrar algumas dicas de recursos tecnológicos para as pessoas da terceira idade.

Importância da tecnologia para os idosos

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), existem 705 milhões de pessoas idosas no mundo, e isso faz com que novas formas de cuidado apareçam.

Só no Brasil, esse público é formado por pouco mais de 29 milhões de pessoas, de acordo com os dados levantados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Atualmente, podemos contar com vários recursos que atendem a públicos dos mais variados tipos, como uma autoescola especializada em cnh deficiente físico.

A perspectiva é que, a partir de 2030, o número de pessoas idosas no Brasil seja maior do que o número de crianças, e devido a esse aumento, existem muitas preocupações em relação à qualidade de vida deste público.

A tecnologia surge como uma ferramenta muito importante no cuidado com os idosos, indo muito além das facilidades trazidas para a comunicação.

Um exemplo disso são as câmeras que podem ser instaladas na residência dessas pessoas, para que os familiares possam acompanhar seu dia a dia.

Também existem recursos que facilitam a administração de medicamentos, aplicativos de mensagem para comunicação rápida e o contato facilitado com médicos e outros profissionais da saúde que atendem o idoso.

A tecnologia inovou tanto nesse sentido que se tornou uma tendência para o futuro das pessoas mais velhas, como no caso dos sensores de movimento que registram quedas e movimentações incomuns.

Alguns recursos precisam de protocolo de qualificação de instalação para garantir ainda mais a segurança dos idosos.

Outra facilidade são os sistemas de teleassistência, como os dispositivos em formato de pulseira ou relógio que são conectados a uma central de monitoramento para avisar médicos e familiares a respeito de alguma emergência.

O idoso consegue chamar socorro se estiver em uma situação preocupante e é atendido imediatamente. Tudo isso traz segurança e tranquilidade para todos.

Algumas tecnologias para os idosos

A relação entre os idosos e a tecnologia está cada vez mais estreita, uma vez que os recursos tecnológicos estão aumentando a qualidade de vida dessas pessoas.

Eles promovem capacidade cognitiva e faz esse público se sentir mais jovem e atualizado, além de que trazem mais independência e facilita a rotina.

Em outras palavras, trata-se de uma aliada que oferece todos os recursos necessários para as mais diversas necessidades.

Ao contrário do que muitos pensam, os idosos se interessam por tecnologia, tanto é que de acordo com uma pesquisa estadunidense sobre percepção e utilização de recursos tecnológicos por pessoas da terceira idade, a maioria se mostra disposta a adotá-los.

Com um pouco de paciência e dedicação, é possível ensinar o idoso a utilizar diversos recursos, como um totem fotográfico completo, além de outras facilidades que usamos no cotidiano, como:

  • Smartphones;
  • Tablets;
  • Computadores;
  • Televisores smart.

Essa mesma pesquisa mostrou que o que impede as pessoas mais velhas de usarem a tecnologia é a falta de treinamento, apoio e clareza nas informações.

Isso significa que a única coisa que falta para que esse público possa interagir com as ferramentas tecnológicas é conhecimento. Não se pode descartar o fato de que quando a idade está muito avançada, algumas habilidades intelectuais e motoras se perdem.

Só que até lá muitos podem aproveitar as facilidades trazidas pela tecnologia, principalmente porque existem dispositivos voltados para a independência de quem já é um pouco mais debilitado, o que aumenta a sensação de segurança e conforto.

A internet das coisas, por exemplo, pode automatizar o funcionamento de muitas ações dentro de casa, como ligar e desligar ducha inox piscina. Além dessa possibilidade, outros recursos tecnológicos para idosos são:

1 – Sensores de queda

Os sensores de quedas são muito importantes, uma vez que pessoas idosas estão mais propensas a se acidentarem e apresentam alguns quadros que colocam em risco sua mobilidade, como a labirintite.

Trata-se de uma pulseira que identifica a queda assim que ela ocorre, emitindo um alerta que avisa todos os dispositivos cadastrados. O recurso também orienta o paciente sobre como proceder diante do ocorrido.

2 – Celulares e tablets

Os dispositivos móveis fazem parte da nossa rotina e garantem segurança e integração social aos idosos.

Dentre os serviços mais usados estão as câmeras, sensores de queda e localizadores, que facilitam o monitoramento por parte de familiares e cuidadores, protegendo o dia a dia de pessoas em idade avançada.

Muitos aparelhos oferecem a funcionalidade de alterar as cores, tamanho da letra e da tela para que os idosos consigam enxergar melhor e assim se comunicar com mais facilidade.

3 – Assistentes virtuais

Se o idoso quiser se comunicar com uma empresa de dog walker, caso esteja impossibilitado de passear com o cachorro, ou então com amigos e familiares, podem usar os assistentes virtuais para esta tarefa.

Eles ajudam o usuário a fazer pesquisas, enviar mensagens e encontrar maneiras mais fáceis de sair ou solicitar um táxi. Do mesmo modo possuem comandos de voz, algo fundamental para quando a pessoa está se sentindo mal.

Nesse caso, ela pede para o assistente fazer uma ligação, mas tudo isso só vai funcionar se os cuidadores e familiares tiverem paciência de ensinar o idoso ao usar esses recursos.

Também existem aplicativos voltados para quem usa aparelhos auditivos. Eles oferecem atendimento personalizado para contato direto com os fonoaudiólogos, tudo por meio de um software instalado no dispositivo do usuário.

4 – Os walkers remotos

Essa novidade tecnológica trata-se de um sapato que conta com localizador GPS. Assim como as empresas facilitam o seu trabalho com a tecnologia, como no caso de um serviço de corte a laser em tecido, o cuidado com os idosos também se beneficia.

Infelizmente, existem muitos casos de pessoas idosas que se perdem quando saem para fazer um passeio, mas uma empresa japonesa desenvolveu esse recurso para ajudar as famílias a localizarem seus entes.

Muitos se perdem por problemas de memória, mas um chip instalado no sapato avisa a central sobre a localização do idoso, por meio de um aplicativo no celular.

É muito perigoso que uma pessoa idosa esteja perdida, pois além de correr o risco de dormir na rua, está vulnerável às más intenções de alguns indivíduos, como os assaltantes.

5 – Aparelhos auditivos

Em uma empresa de disco de desbaste 7 polegadas existem vários recursos tecnológicos que ajudam na produção, e eles estão presentes no mercado há muito tempo.

Da mesma forma, não é de hoje que os aparelhos auditivos colaboram para melhorar a audição de quem já perdeu boa parte ou totalmente essa função, mas eles ganharam ainda mais importância com a tecnologia e a conectividade.

Atualmente, podem ser usados para manter os idosos ligados a celulares, computadores, tablets e TVs, por meio da internet ou da conexão via bluetooth, além de permitirem o ajuste de volume e ruídos externos.

Existem versões que permitem mergulhar até 1 metro de profundidade durante 30 minutos e ouvindo música, tudo com a audição próxima do normal, além de oferecer assistência técnica remota.

Considerações finais

Vários recursos já foram desenvolvidos para facilitar o cotidiano das pessoas, como no caso de uma lanterna de led potente, que garante a iluminação e, consequentemente, a segurança das pessoas que circulam pelos ambientes, o que inclui os idosos.

A tecnologia veio aprimorar todas essas facilidades e possibilitar mais independência para as pessoas que já estão na terceira idade.

Filhos e netos podem trabalhar tranquilamente e monitorar seus entes queridos de longe, podendo socorrê-los imediatamente diante de uma situação de emergência. É mais tranquilidade e qualidade de vida para todos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638

CNPJ: 15.063.424/0001-72
Endereço: 11ª av n 1409 qd 41 a Setor leste universitário Goiânia
Grupo marketing de negócios