saúde mental

O termo saúde mental foi criado em 1946 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para definir o estado de bem-estar mental, físico e social de uma pessoa. A expressão refere-se à facilidade de lidar com altos e baixos que se apresentam diariamente.

O conceito criado em torno dessas duas palavras diz muito mais do que somente a estabilidade da mente, mas também a capacidade de viver com leveza e controlar a oscilação das emoções diante de diferentes situações.

A saúde mental não é a ausência de alguma doença, mas a possibilidade de saber contornar qualquer transtorno que possa aparecer com o passar do tempo, como a depressão.

A mente e o corpo estão interligados, por isso, é necessário manter o bom funcionamento de ambos, para que esse equilíbrio interno e externo reflita nas diversas áreas da vida, principalmente a profissional, que exige esforço físico e intelectual.

Um estudo feito pelo Instituto de Biologia (IB) da Unicamp, indicou que indivíduos que se encontram em quadros depressivos possuem maiores tendências ao desenvolvimento de dores crônicas.

Além disso, um transtorno psicológico pode causar sintomas físicos como dores de cabeça, pressão no peito, diarreia, azia, gastrite, tensão muscular, sonolência ou insônia, entre muitos outros.

É necessário estar atento à origem da depressão, pois ela não necessariamente está ligada a uma má experiência vivenciada por alguém, mas às disfunções orgânicas. Portanto, não pode ser considerada um estado de tristeza, mas uma doença.

Para que esse tipo de problema seja evitado, é primordial a preservação da saúde mental, principalmente no ambiente do trabalho, que é onde os brasileiros costumam passar a maior parte do dia.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde, 264 milhões de pessoas sofrem de depressão e ansiedade, o que causa uma perda de US$ 1 trilhão na economia mundial, todos os anos.

Em contraponto, o mesmo estudo revela que para cada US$ 1 investido em ações que promovem melhorias na saúde e bem-estar mental dos colaboradores, US$ 4 são percebidos em ganhos com o aumento da produtividade.

Organizações que prezam pelo bem-estar coletivo, automaticamente, colhem bons frutos em suas finanças e em seu crescimento no mercado. Afinal, funcionários saudáveis física e mentalmente proporcionam os seguintes benefícios:

  • Maior produtividade;
  • Mais motivação;
  • Melhor concentração;
  • Resultados positivos.

Com tantas vantagens que podem ser conquistadas pela preservação da saúde mental no trabalho, é essencial que as empresas saibam como lidar com as demandas e exigências feitas aos funcionários de forma equilibrada. Para isso, existe uma série de dicas.

Como manter a saúde mental dos funcionários?

Um levantamento de dados feito junto ao Ministério do Trabalho e Previdência mostrou que, nos primeiros sete meses de 2021, 108.263 pessoas solicitaram benefícios como o auxílio por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença).

Dentro desse número, encontram-se trabalhadores com transtornos mentais e comportamentais, ansiedade, pânico, depressão, fobia social e bipolaridade. Considerando essas informações, é essencial que as empresas saibam como aplicar os seguintes passos:

1 – Acompanhamento dos funcionários

Todo trabalho exige esforço, seja físico ou psicológico, por isso, acompanhar a situação emocional em que cada colaborador se encontra é primordial. Uma empresa de reforma, por exemplo, deve estar atenta aos trabalhadores braçais.

Suponhamos que, entre os especialistas responsáveis pelo trabalho, estejam pedreiros que cuidam da aplicação de piso de assoalho de madeira. Neste caso, o monitoramento de sua gestão é imprescindível para um bom e saudável rendimento.

O horário de expediente deve ser cumprido sem sobrecargas ao profissional, para que sejam evitadas situações de estresse que possam ocasionar outros tipos de transtornos mentais e, consequentemente, físicos.

2 – Pesquisa de satisfação

Uma organização, loja ou qualquer negócio deve sempre estar ciente do nível de satisfação dos seus colaboradores, pois isso impacta diretamente em seu desempenho. Imagine que uma loja azulejos antigos realize muitas vendas presenciais.

Considerando que o atendimento ao público é um trabalho estressante, é primordial que a loja esteja atenta aos pontos que podem ser melhorados para reduzir essa taxa de estresse durante as vendas.

Dessa forma, com melhorias frequentes, os vendedores poderão executar o seu trabalho em um ambiente sadio, com mais satisfação e entregando um melhor rendimento.

3 – Desenvolvimento de um ambiente agradável

Uma jornada de trabalho dentro do regime de contratação CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) tem duração de oito horas, portanto, tornar esse longo período mais agradável aos funcionários pode ser uma ótima maneira de promover o bem-estar.

Se a empresa for uma agência de publicidade, que exige o processo criativo frequente dos colaboradores, investir em uma produção musical em estúdio pode ajudar a desbloquear a criatividade da equipe, por exemplo.

Afinal, segundo um estudo da área, a prática de ouvir música ajuda as pessoas a se saírem melhor em tarefas que envolvem a criatividade.

Portanto, essa e diversas outras táticas de descontração no ambiente de trabalho são alternativas para tornar o local de trabalho mais agradável.

4 – Oferta de psicoterapia como benefício

A psicoterapia ajuda um indivíduo a lidar com os conflitos da sua mente e encarar a vida com mais leveza. Por essa razão, proporcionar a um trabalhador essa experiência é capaz de ajudar na preservação de sua saúde mental e em um desempenho muito melhor.

Imagine, por exemplo, que uma criança trabalhe como modelo em uma agência responsável pela produção de banner personalizado infantil para propagandas. Neste caso, mesmo que a modelo esteja feliz com o trabalho, é essencial ter atenção.

Para evitar possíveis situações de estresse que possam desencadear transtornos mentais, a agência deve se preocupar não somente com a produção de fotos e peças publicitárias, mas com o principal, que é a saúde e o bem-estar da criança.

5 – Treinamento de liderança

Grande parte da pressão gerada em um ambiente de trabalho não vem da demanda, mas da liderança. Pensando nisso, é imprescindível que as empresas saibam treinar seus líderes para atuarem de forma profissional e empática.

Suponhamos que uma fábrica de lambril para portão tenha uma equipe interna e externa. A interna é responsável pela produção, e a externa é responsável pela distribuição dos portões.

É preciso que, para que tudo funcione bem e os funcionários se mantenham comprometidos, sem se sentirem pressionados, a liderança mostre empatia e parceria com o time. Assim, o desempenho será muito mais harmônico.

6 – Maior interação entre as equipes

Seja em um ambiente corporativo ou em uma clínica veterinária oftalmologista, a interação entre as equipes é um fator imprescindível para a leveza e descontração durante a rotina de trabalho.

Geralmente, algumas empresas utilizam até mesmo momentos específicos para isso, como um happy hour, destinado à confraternização e fortalecimento das relações interpessoais.

A interação é primordial para a saúde mental e bem-estar de uma pessoa. Ao contrário do isolamento, que pode causar desconforto, sensação de tensão e até mesmo desmotivação.

7 – Motivação dos colaboradores

O apoio pode ocorrer nos pequenos detalhes. Assim, o gerente de uma loja especialista na venda de portão automático de abrir pode motivar e incentivar os seus funcionários de diversas formas.

Um agradecimento, reconhecimento, bonificação ou até mesmo promoção podem gerar motivação nos membros de uma equipe. Com o uso de algumas dessas técnicas, automaticamente a autoestima profissional de cada um será fortalecida.

Funcionários motivados, além de demonstrarem evolução na execução de suas funções, tendem a se comportar de forma mais proativa e participativa. Tudo isso contribui para um ambiente de trabalho mais equilibrado e saudável.

8 – Estabelecimento de metas realistas

A busca por cumprir metas inalcançáveis pode ser uma das causadoras da Síndrome de Burnout, que apresenta sintomas de extrema exaustão e esgotamento físico originados da pressão diária de um ambiente de trabalho.

Portanto, é necessário que as empresas sejam realistas e compressivas ao estabelecerem metas para os seus funcionários. Qualquer liderança, como a da área de emplacamento mercosul, deve estar atenta às exigências impostas.

Neste caso, o número de casos emplacados não depende dos colaboradores, mas sim dos donos de carros, portanto, não é recomendável estabelecer um número certo de vendas das placas, pois isso pode gerar uma atmosfera de pressão e estresse.

Considerações finais

Uma pessoa com saúde mental é capaz de viver de forma plena em todas as áreas de sua vida. Por essa razão, estar atento a possíveis fatores que venham causar efeitos prejudiciais ao seu bem-estar torna-se essencial.

No mundo corporativo, as companhias devem estar cada dia mais atentas às técnicas que podem ser utilizadas para preservar a saúde de seus colaboradores e equilíbrio do ambiente de trabalho.

Dessa forma, será possível que elas alcancem o melhor desempenho e satisfação, de forma saudável e sem agredir a saúde mental de nenhum indivíduo de sua equipe. A alta performance é consequência do investimento na harmonia da rotina profissional.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(62) 3261-6638